LPH: Instalar Transmission - Cliente de Torrent

Olá a todos!

Hoje deu-me para criar um novo tema: LPH, ou seja, Linux para Humanos! Sim, porque acho que o sistema operativo é tão completo, complexo e vasto que para o dominar temos que ter capacidades fora do normal, ou então trabalhar com a linha de comando todos os dias, e como sabem, não é o meu caso!

Hoje abordo um tema que já utilizei no passado, mas não partilhei convosco e uma vez que estive a fazer umas alterações aqui em casa, resolvi partilhar convosco.

Transmission
O Transmission é um cliente de torrent para utilizar com linha de comando. Utiliza pouco recursos, pode ser controlado via web, é bastante configurável e pode ser gerido através de um addon no XBMC. Aconselho a sua utilização com Xbmcbuntu, Raspbian e até no Raspbmc, desde que claro o tenham ligado por pen drive.

1. Instalação
Através do Windows usa o Putty e acede ao teu equipamento, mete as credenciais de acesso e executa os comandos de instalação.
sudo apt-get install transmission-cli transmission-common transmission-daemon


2. Start/Stop
Os comandos seguintes são essenciais para a gestão do Transmission, pois necessitarás de parar e iniciar os serviços durante a configuração.

sudo /etc/init.d/transmission-daemon start

sudo /etc/init.d/transmission-daemon stop

sudo /etc/init.d/transmission-daemon restart


3. Ficheiro de definições
Após a instalação pára o transmission-daemon com o comando stop. E de seguida edita o ficheiro de definições com o seguinte comando:
sudo nano /etc/transmission-daemon/settings.json

O meu ficheiro tem este aspeto:
{
    "alt-speed-down": 50,
    "alt-speed-enabled": false,
    "alt-speed-time-begin": 540,
    "alt-speed-time-day": 127,
    "alt-speed-time-enabled": false,
    "alt-speed-time-end": 1020,
    "alt-speed-up": 50,
    "bind-address-ipv4": "0.0.0.0",
    "bind-address-ipv6": "::",
    "blocklist-enabled": false,
    "blocklist-url": "http://www.example.com/blocklist",
    "cache-size-mb": 4,
    "dht-enabled": true,
    "download-dir": "/disco2/torrents",
    "download-limit": 100,
    "download-limit-enabled": 0,
    "encryption": 1,
    "idle-seeding-limit": 30,
    "idle-seeding-limit-enabled": false,
    "incomplete-dir": "/disco2/torrents/",
    "incomplete-dir-enabled": false,
    "lpd-enabled": false,
    "max-peers-global": 200,
    "message-level": 2,
    "peer-congestion-algorithm": "",
    "peer-limit-global": 240,
    "peer-limit-per-torrent": 60,
    "peer-port": 51413,
    "peer-port-random-high": 65535,
    "peer-port-random-low": 49152,
    "peer-port-random-on-start": false,
    "peer-socket-tos": "default",
    "pex-enabled": true,
    "port-forwarding-enabled": false,
    "preallocation": 1,
    "prefetch-enabled": 1,
    "ratio-limit": 2,
    "ratio-limit-enabled": false,
    "rename-partial-files": true,
    "rpc-authentication-required": true,
    "rpc-bind-address": "0.0.0.0",
    "rpc-enabled": true,
    "rpc-password": "coloca a tua password",
    "rpc-port": 9091,
    "rpc-url": "/transmission/",
    "rpc-username": "rmcazevedo",
    "rpc-whitelist": "127.0.0.1, 192.168.*.*",
    "rpc-whitelist-enabled": false,
    "script-torrent-done-enabled": false,
    "script-torrent-done-filename": "",
    "speed-limit-down": 100,
    "speed-limit-down-enabled": false,
    "speed-limit-up": 100,
    "speed-limit-up-enabled": false,
    "start-added-torrents": true,
    "trash-original-torrent-files": false,
    "umask": 2,
    "upload-limit": 100,
    "upload-limit-enabled": 0,
    "upload-slots-per-torrent": 14,
    "utp-enabled": true
}

Os pontos que destaquei acima a vermelho, são os que recomendo que alteres, dependendo da situação pretendida. Penso que são de fácil compreensão. Os limites de download e upload podem ser alterados via web posteriormente.

Após isto, inicia de novo o transmission com o comando start indicado acima.

Abre o browser e acede ao teu equipamento:
http://oteuip:9091/transmission/web/





4. Permissões de leitura / escrita
Certamente necessitarás indicar ao Transmission onde deverás colocar os torrents. Partilho convosco o meu exemplo, pois usei a localização /disco2/torrents e o meu username rmcazevedo
Por isso recomendo que vejas atentamente as configurações e alteres conforme o teu cenário.

Adicionar o user ao grupo debian-transmission:
sudo usermod -a -G debian-transmission chen


Mudar o ownership da pasta:
sudo chgrp debian-transmission /disco2/torrents


Permitir o acesso ao grupo:
sudo chmod 770 /disco2/torrents


Pára de novo o serviço do Transmission e e abre o ficheiro settings.json
sudo /etc/init.d/transmission-daemon stop
sudo nano /etc/transmission-daemon/settings.json

Caso não o tenhas feito antes muda o "umask": 18 para "umask": 2
Salva e sai.

Inicia de novo o serviço:
sudo /etc/init.d/transmission-daemon start


5. Instala o addon no XBMC
No XBMC o addon para Transmission é nativo, basta ir a Programas, ativa-lo e configurar com o IP, Porta e credenciais.





0 comentários: