Análise: Loot Hero DX

Loot Hero DX, o jogo que premeia a toda a hora apenas porque sim.




Esta, é uma das formas de traduzir este jogo, e como esta existiriam outras, mas infelizmente nenhuma delas o faria de maneira positiva. Depois de uns chatos 30 minutos e com alguma dor no dedo indicador, é possível chegar ao final dos 9 níveis apresentados por este jogo. Experiência essa, que dificilmente permanecerá na minha memória por mais de umas quantas horas.

Ecrã Inicial

No entanto, nem tudo é negativo. A nível gráfico, o jogo revela-se desde cedo cativante, existem pormenores interessantes na animação, cenários e até mesmo na iluminação, algo bem conseguido comparativamente a outros jogos do género.

Já a jogabilidade e controlos, são do mais simples e chato que existe. Loot Hero DX, apenas exige ao jogador, que clique no botão esquerdo do rato para mover o herói para a esquerda e direita, de resto é só preciso sentar e assistir. Visto que o jogo tem um ritmo bastante fluido e até permite o aumento da velocidade, aconselho a que se prepararem para umas valentes dores no dedo, isto porque outro handicap de Loot Hero DX, é não permitir a edição dos controlos, para por exemplo utilizar o teclado.

É possível voltar atrás e derrotar os mesmos inimigos

O que menos me atrai nos jogos deste género, é a jogabilidade, ou a falta dela. Dito isto, nunca esperei que Loot Hero DX, conseguisse fazer tão má figura neste campo. A jogabilidade deste jogo resume-se a, colidir com um lote continuo de inimigos estáticos, causar e receber dano automaticamente, evoluir o nosso herói usando moedas e diamantes que os inimigos vão deixando cair e esperar derrotar o malvado Dragão que atormenta a população.

Não me entendam mal, sistemas de progressão são ótimos e podem realmente dar aquele toque e profundidade a um jogo, mas este é um sistema de progressão sem jogabilidade. Parte do que torna um jogo divertido, é o conquistar, descobrir e procurar coisas. Num verdadeiro jogo, é suposto receber-se feedback positivo, porque completamos algum desafio. Como por exemplo, quando encontramos um save point no “Castle in the Darkness”. O alivio e a satisfação são bem notórias em nós quando tal acontece, mas isso é porque sabemos o quão difícil ou desafiante foi ser recompensado. Loot Hero DX, é um jogo só de recompensas, é como uma droga, premeia constantemente o jogador por fazer rigorosamente nada, é apenas progressão e poder.

Sistema de progressão

Pessoalmente, prefiro ter menos recompensas, mas que sejam com mais significado ou propósito. O que nos leva a outra premissa, que este jogo falha redondamente, o prazer de jogar. Loot Hero DX, de inicio ao fim, nunca foi um jogo que me tivesse dado um rasgo de prazer ou entretenimento, consegue mesmo ser mais entediante que outros jogos do tipo. Até porque é um jogo que, não exige nem deixa que o jogador faça mais nada senão, manter clicado um botão do rato.

Mas como em tudo na vida, há sempre a joia da coroa, e em Loot Hero DX a joia é a banda sonora. Para um jogo do género a banda sonora é boa demais, perfeitamente sincronizada com os temas de cada cenário e com a fluidez que o jogo imprime. Foi sem duvida o ponto mais alto do jogo e o que me chamou mais à atenção do inicio ao fim.

Entenda-se por fim, o final dos 9 capítulos do jogo, porque o jogo não tem fim. Assim que terminamos os 9 capítulos, é-nos permitido continuar a jogar os mesmos 9 capítulos com o mesmo nível de progresso que tínhamos anteriormente, apenas agora com inimigos ligeiramente mais fortes e com uma adição de mineiros que vão recolhendo mais recursos para a evolução ser ainda mais rápida. Os trofeus são fáceis de obter à exceção do ultimo que pode ser um tanto ao quanto enfastiante (Evoluir até ao nível 100).



Veredicto:


Loot Hero DX, quase que chega a ofender, ao exigir tão pouco do jogador e ao recompensar a toda a hora por tudo e por nada, este jogo é como se nem precisasse ou quisesse ser jogado. Uma banda sonora e trabalho gráfico acima da média para jogos do género, não chegam para salvar Loot Hero DX de ser fraco e mau. O mesmo, acaba por não ser um bem um jogo, mas apenas um sistema de progressão sem jogabilidade, revelando-se uma experiência completamente esquecível.  

Se conseguirem, joguem enquanto vêm um filme ou série, assim não aborrece tanto. O resto de vocês: joguem algo melhor.

Prós:


+ Grafismo
+ Banda Sonora

Contras:


- Sistema de progressão sem jogabilidade
- Conceito






0 comentários: