Nova versão do Google App Engine suporta novas linguagens de programação


A Google aproveitou o seu evento anual Google Cloud Next '17, para revelar novos produtos, tecnologias e serviços da plataforma Google Cloud que vão ajudar a imaginar, programar e a correr na próxima geração de aplicações cloud na plataforma da Google. Umas das grandes novidades apresentadas está relacionada com o App Engine da Google.

Em 2008 lançaram o Google App Engine num ambiente pioneiro sem servidor que permitia aos programadores desenvolverem aplicações web, APIs e mobile backends numa escala e velocidade Google. Durante quase 10 anos algumas das empresas mais inovadoras desenvolveram aplicações para os seus utilizadores em todo o mundo em cima do App Engine. Agora anunciaram a disponibilidade de uma grande expansão do App Engine da Google centrada na abertura e na opção de escolha dos programadores e que reforça a promessa inicial do App Engine aos programadores: Traga o seu código, nós tratamos do resto.

A App Engine suporta, agora, Node.js, Ruby, Java 8, Python 2.7 or 3.5, Go 1.8, mais a PHP 7.1 e NET Core (ambas em versão Beta). Todas estas linguagens são suportadas pelo App Engine com um SLA de 99.95%. Os tempos de execução tornam simples aos programadores começarem com a sua linguagem preferida e recorrerem a bibliotecas e pacotes em código aberto à sua escolha. O programador precisa de algo "out of the box"? Basta ir para além dos tempos de execução e solicitarem o seu próprio Docker o que torna mais simples correr qualquer linguagem, biblioteca ou estrutura no App Engine.

0 comentários: