Google expande Verificação de Factos na Pesquisa

A Google disponibilizou, em todo o mundo, o marcador  de verificação de factos (fact check) no Google Notícias e a expandir globalmente a verificação de factos na Pesquisa do Google em todos os idiomas.  O utilizador quando pesquisar no Google, receberá pela primeira vez, o  resultado das suas pesquisas contendo verificações de facto para uma ou mais alegações públicas. Os utilizadores verão um snippet enriquecido na página de resultados da pesquisa, com toda a informação -  quem fez a reivindicação, e a verificação de facto dessa reivindicação em particular.

Informação detalhada no post abaixo:

Post de, Justin Kosslyn (Product Manager, Jigsaw) Cong Yu (Research Scientist, Google Research)


A Google foi criada para ajudar as pessoas a encontrar informação útil ao pesquisar pelo conteúdo que os publishers e sites produzem. Este acesso a informação de alta qualidade é o que leva a pessoas a utilizarem a Internet e o que leva a todos os que contribuem a continuarem envolvidos e a investir.

Contudo, e com milhares de novos artigos a serem publicados online em cada minuto e a cada dia, o volume do conteúdo com que as pessoas são confrontadas pode ser esmagador. E, infelizmente, nem todos esses artigos são factuais ou verdadeiros, tornando a tarefa de distinguir factos da ficção bastante difícil. Por isso, no passado mês de Outubro e em conjunto com os nossos parceiros na JigSaw, apresentámos um marcador "fact checking" para publishers para ser utilizado no Google News. O objectivo do novo marcador era ajudar as pessoas a encontrarem novas estórias que tivessem sido factualmente verificadas de modo a que pudessem julgar a credibilidade desse conteúdo ou de outro que tivessem lido noutro lugar. 


Depois de obtermos o feedback positivo de utilizadores e publishers, estamos hoje a disponibilizar em todo o mundo, o marcador  de verificação de factos (fact check) no Google Notícias e a expandir globalmente a verificação de factos na Pesquisa do Google em todos os idiomas.  O utilizador quando pesquisar no Google, receberá pela primeira vez, o  resultado das suas pesquisas contendo verificações de facto para uma ou mais alegações públicas. Os utilizadores verão um snippet enriquecido na página de resultados da pesquisa, com toda a informação -  quem fez a reivindicação, e a verificação de facto dessa reivindicação em particular.





Essas informações não estarão disponíveis para todos os resultados de pesquisa e podem existir páginas de resultados de pesquisa nas quais diferentes publishers verificaram a mesma alegação e chegaram a conclusões diferentes. Estas verificações de facto não pertencem à Google e são apresentadas para que as pessoas possam fazer juízos de valor fundamentados. Embora possam ser apresentadas conclusões divergentes, pensamos que continua a ser útil para as pessoas compreenderem o grau de consenso em torno de uma alegação específica e ter informações claras sobre quais as fontes em que concordam. À medida que tornamos as verificações de facto mais visíveis nos resultados da Pesquisa, acreditamos que para as pessoas vai ser mais fácil a revisão e a avaliação destas verificações de factos e a formarem as suas próprias opiniões.

Vários requisitos têm de ser preenchidos para este marcador aparecer. Ou seja, os publisher têm de estar a utilizar o Schema.org ClaimReview nas páginas onde estão a fazer o fact checking de declarações públicas (ver o Google Developer's Guide for Fact Check) ou podem utilizar caso o Share the Facts widget desenvolvido pelo Duke University Reporters Lab e a Jigsaw. O Publisher do fact check deve estar programaticamente determinado a ser uma fonte de informação confiável. Finalmente o conteúdo deve obedecer às políticas gerais que se aplicam a todos os marcadores de dados estruturadosaos critérios para fact checks do Google News Publisher e aos padrões de responsabilização e transparência, legibilidade ou representação adequada do site, conforme definido nas nossas Diretrizes Gerais do Google Notícias. Caso recebamos informação dos utilizadores de que um Publisher não honra estas políticas, poderemos – à nossa discrição – ignorar o marcador desse site.


Todo este esforço não seria possível sem a ajuda de outras organizações e sem a comunidade de Verificação de factos, que já conta com 115 organizações. Para saber mais acerca desta nova funcionalidade, clique aqui

Screenshots:

0 comentários: