Casa Xiaomi: Vamos resolver os problemas da cobertura Wi-Fi?

Eu trabalho com informática empresarial, faz parte do meu dia a dia desenhar soluções que resolvam
as necessidades dos meus clientes, e como costumo dizer quando falo de Wireless: "Um site survey e alguns Access Points HPE ARUBA e o pesadelo wireless passa a sonho tornado realidade!"... Mas quando chegamos a casa a coisa pinta de outra maneira! Pois claro! O orçamento doméstico é outro, bem com as necessidades serão certamente diferentes!

Cá em casa somos consumidores compulsivos de streaming! Muito Spotify, muito Youtube, Netflix e Redes Sociais... Ou seja, faz tempo que não meço mas muitos dados transitam nesta rede doméstica! Se me seguem desde o início ou mais recentemente, estou a viver no T3 que deu início ao projeto da AMCD, foi sempre uma lacuna o Wi-Fi na zona dos quartos, esteve sempre resolvido, mas não de uma maneira que me fizesse sorrir de orelha a orelha.


Como estava antes!
Antes desta última investida, tinha os velhos powerline da Corinex a fazer ligação entre a sala onde está o router e o quarto da minha filha, ou seja, o quarto mais central do apartamento. No quarto dela fica um Access Point que dava a cobertura para a zona dos quartos. Ora isto parece porreiro, mas na hora da verdade, pois quando entrava em casa ficava logo ligado à rede dos quartos e como vinha sempre para o lado da Sala/Cozinha tinha um sinal execrável onde estava, por isso tinha manualmente que selecionar o AP da Sala.
Muitos chicos-espertos estarão agora a tentar chamar-me saloio, e pensar: "Punhas o mesmo SSID e tinhas o problema resolvido" e eu respondo de peito feito: "Balelinhas das pequeninas!"... Isto porque nada me garante que existe roaming de APs e o mais certo é continuar ligado ao ponto de acesso mais distante, apenas e só porque ainda tenho sinal...
Resumindo e concluindo, baralhando e não confundindo, foi hora de por termo a esta brincadeira, ainda aindei com o powerline da Xiaomi que partilhei à tempos no blog, mas o cenário era o mesmo... mal eu imaginava que a solução para os meus problemas era uma coisa simples e barata!

P.S.: Há... para os espertinhos que vem já por aqui ou no Facebook as carpideiras habituais... os repetidores da TP-Link também não serviram cá em casa! :) Eu sei que sou chato às vezes, mas isto é um blog, não uma página corporativa e por isso faço o que dá na real gana! 

A Solução Barata e Simples

Pois é, Less is More e neste caso o cliché aplica-se em pleno! Cá em casa acabaram-se as reclamações da qualidade do serviço Wi-Fi do tipo: "A Apple TV está a dar tão mal", "Oh Pai, vê o que se passa com meu iPad que o Youtube não está a dar"... O problema ficou resolvido com um pequeno e simples Repetidor Wi-Fi da Xiaomi alimentado por USB! Parece ridículo, mas é verdade!

Esta pequena maravilha do século XXI apenas e só faz de repetidor da rede principal, liga-se por USB, no meu caso liguei ao meu PowerCube USB onde tenho o Gateway no Hall de Entrada... Não fica bonito, mas também não fica assim tão mal! Quem entra cá em casa, sabe ao que vem e já não estranha!

Mas qual a diferença?
Este pequeno dispositivo que custa menos de 10 Euros, integra com a App Mi Home, basta ligar, dar acesso à rede Wi-Fi, tal como todos os outros produtos que temos visto da Casa Xiaomi e nada mais faz que repetir o sinal. O sinal pode ser repetido como um novo Ponto de Acesso (tipo: NOMEDAREDE_PLUS), mas a grande mais valia é a função de Wi-Fi Roaming que clona a nossa rede e decide automaticamente quando deve se ligar a um lado ou outro, e o curioso é que funciona muito bem! Acabou o stress de andar a trocar de uma rede para a outra, de andar a ver onde estamos ligados, etc...

Resumindo
Este pequeno gadget da Xiaomi resolveu o problema no meu apartamento de 120 M2, não sei como funcionará em outros ambientes, ou com múltiplos dispositivos destes. É importante escolher uma zona onde o sinal ainda seja bom! No meu caso o roaming de Acess Points é fabuloso! Posso dizer que o brinquedo é altamente recomendado por mim, para uso doméstico claro!

Onde Comprar?
Gearbest: https://goo.gl/G15CiX

O Priority Line (Spain Express) garante que não terás custos de alfândega... Mas a verdade é que encomendas abaixo de 22 euros não pagam taxas alfandegárias.







5 comentários:

  1. Qual a tomada que estás a utilizar que tem porta USB?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Jonas! É um Smart Cube da Allocacoc!
      Link: http://goo.gl/UZpgZu

      Eliminar
  2. "O Priority Line (Spain Express) garante que não terás custos de alfândega... Mas a verdade é que encomendas abaixo de 22 euros não pagam taxas alfandegárias."

    Mas no "Priority Line (Spain Express)", seja qual for o valor, não nos safa de taxas alfandegárias?

    Estou para andar vir um Kit Smart Home e agora fiquei com receio.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao mandares vir da China usa sempre que possível o priority line, pois a entrada na Europa é feita por outros países da comunidade, segundo entendo. Contudo e como nem sempre o priority está disponível, valores abaixo dos 22 euros não estão sujeitos a taxas alfandegárias.

      Eliminar
  3. Boa tarde, Esta descrição descreve exatamente o que eu passo em casa, sempre a mudar de rede. Tenho meo em casa com 2 routers, meo a transmitir(na sala) e um Tplink em bridge(nos quartos). O engraçado é o tplink que está mais longe e tem mais sinal wifi que o da meo. Como não tenho Powercube, que solução semelhante me podem aconselhar para poder ter mais sinal na sala? Visto que o router da meo é uma nódoa. Poderei ligar uma "pen" destas ao router da meo para poder ter mais sinal?

    ResponderEliminar