Zero Latency alarga para 8 o número máximo de jogadores em simultâneo por sessão



/Users/Herguetic/Documents/PR Garage/Propuestas/Zero Latency/zero_Latency_Logo.png


Zero Latency Lisboa, a maior experiência de realidade virtual da Europa passou a acomodar um máximo de 8 jogadores em simultâneo em cada sessão. Até ao momento, o máximo permitido era de 6 jogadores no jogo Singularity e no Zombie Survival que podem ser usufruídos em conjunto (2 sessões) ou individualmente.

O próximo jogo a chegar ao espaço Zero Latency em Portugal será o aclamado e premiado Engineering em que as habituais armas são substituídas por controlos manuais e em que o mundo dos jogadores fica virado de cabeça para baixo. Trata-se de uma experiência imersiva e contemplativa e onde os jogadores são desafiados a resolver vários puzzles.
 
No último trimestre de 2018, a Zero Latency trará a todos os fãs a primeira e muito aguardada experiência Player Vs Player.   
Singularity e Zombie Survival

Zombie Survival foi o primeiro jogo a ser disponibilizado em Portugal no momento da inauguração do espaço. Aqui os jogadores necessitam de proteger o forte de uma ataque de zombies enquanto aguardam pelo equipa de resgate.

Em Março, chegou Singularity. Seguindo filmes de ficção como 2001, Odisseia no Espaço ou o mais recente Era de Ultron, nesta experiência os jogadores são convidados a sobreviver à máquina Rogue AI e às vagas de robots e drones por ela controlados. O objectivo do jogo é desactivar o servidor da Estação Espacial.  

A diferença face a Zombie Survival, cuja a acção acontece num espaço urbano delimitado, em Singularity os jogadores podem e devem deslocar-se por entre diferentes ambientes de uma nave espacial. Além da liberdade de movimentos na zona de jogo com 225 metros quadrados é possível usar corredores, rampas e passar por salas de controlo para chegar ao servidor, ao mesmo tempo, que precisam de sobreviver aos ataques de Rogue AI.

Preços, idades, horários, reservas on-line e serviços para empresas

O Centro Zero Latency está localizado no Dolce Vita Tejo, ao lado da KidZania, junto à zona de restauração. O horário de funcionamento é de segunda a quinta-feira das 14:00 às 22:00, e na sexta-feira das 14:00 às 23:00. No sábado está aberto das 11:00 às 23:00 e no domingo das 11:00 às 22:00. A idade mínima para participar na experiência imersiva de realidade virtual é de 13 anos.

O preço por pessoa para jogar Singularity é de 19,95€ por sessão (a experiência dura 45 minutos - 15 minutos para preparação e briefing, 15 minutos de jogo e 15 minutos de conclusão). Está também disponível um pacote de experiência Singularity + Zombie Survival por 29,95€ (60 minutos de experiência). Uma sessão de Zombie Survival (60 minutos) mantém o valor de 24,50€.

Além das bilheteiras no centro, será também possível comprar bilhetes on-line, bastando a qualquer pessoa deslocar-se ao site do Zero Latency, escolher o dia, a hora, número de pessoas e proceder ao pagamento. Sugere-se, no entanto, a reserva on-line atempada do dia e hora da sessão pretendida.

Este espaço poderá igualmente ser utilizado por empresas e grupos para reuniões, eventos, apresentações, etc disponibilizando-se um vasto conjunto de serviços e num ambiente difícil de igualar.

Zero Latency na Europa e no Mundo

Zero Latency abriu o seu primeiro centro em Melbourne na Austrália, em 2015. Seguiu-se depois um segundo em Tóquio pela mão da popular empresa de jogos Sega, dentro do centro Joypolis. Em Novembro de 2016 é aberto o primeiro centro em Orlando nos Estados Unidos e poucos meses depois, Madrid torna-se na primeira cidade europeia a receber a Zero Latency pela mão da 7fun, que detém os direitos de exploração. Amadora é a segunda cidade europeia, e está prevista a expansão para outros países ao longo deste ano. Já existem 18 centros Zero Latency espalhados por 9 países de 4 continentes.
Tecnologia e jogos na Zero Latency
A experiência Zero Latency baseia-se numa tecnologia flexível e escalável que permite adaptar-se a diferentes áreas de jogo e número de jogadores, dependendo das necessidades de cada centro. A zona de jogo Zero Latency pode ir desde os 225 metros quadrados - como acontece no Dolce Vita Tejo – até aos 400 metros quadrados – como acontece em Melbourne, o que o torna 5 vezes maior do que qualquer outro espaço de jogo de realidade virtual existente no momento. E podem jogar até seis jogadores em simultâneo.

O espaço Zero Latency não tem paredes físicas, o que permite ao jogador andar, correr e lutar em diferentes cenários virtuais e em sucessivos níveis do videojogos.

A liberdade de movimento única é obtida graças a equipamento especial. Cada jogador terá consigo uns óculos de realidade virtual baseados em OSVR, uma pequena mochila às costas com um computador AlienWare e armas simuladas impressas em 3D, o que tudo junto permite proporcionar ao jogador um grande realismo. No total, o equipamento tem um peso inferior a 3 quilos permitindo a qualquer pessoa poder jogar, independentemente da idade.

Já o sistema de rastreamento utilizado, cuja tecnologia aguarda aprovação de patente, inclui um jogo de câmaras que segue os movimentos dos participantes, envia um sinal aos servidores que o processa e o devolve ao computador que os jogadores levam às costas. É nessa altura que a imagem é renderizada e reproduzida nos óculos de realidade virtual. E tudo em tempo real e com uma latência zero (diferença de tempo entre o que faz um jogador e quando o vê). É daqui que vem o nome do Zero Latency.

0 comentários: