Priberam e Lusa anunciam as 24 palavras que definiram o ano de 2018


São 24 as palavras que melhor ajudam a compreender o ano de 2018 – termos pesquisados pelos milhões de utilizadores do Dicionário Priberam em resposta aos principais eventos que marcaram cada um dos meses do ano que agora chega ao fim.

A Priberam analisa e divulga no seu blogue as palavras mais pesquisadas no Dicionário Priberam desde 2010. Em 2018, estas palavras são as protagonistas de uma iniciativa em que a Priberam se associou à Lusa, pelo segundo ano consecutivo, para o site O Ano em Palavras, onde as palavras mais pesquisadas no Dicionário Priberam ilustram os principais eventos que marcaram a atualidade do ano a nível político, económico e social.
Disponível a partir de http://oanoempalavras.pt/, o site integra conteúdos criados pela agência noticiosa que dão contexto a cada uma das palavras, bem como fotografias ilustrativas de cada termo, captadas pelos fotógrafos da Lusa.
O site está estruturado com as palavras apresentadas cronologicamente, de janeiro a dezembro e, para cada palavra, é possível aceder ao seu significado no Dicionário Priberam bem como ao artigo da Lusa sobre o evento que motivou as pesquisas.
Para este projeto, a Priberam recolheu as palavras que, devido ao elevado número de pesquisas diárias, ganharam destaque na nuvem do dicionário ao longo do ano e, a partir destas, os editores da Lusa escolheram as duas que consideraram mais relevantes em cada mês, em termos da atualidade nacional e internacional.
Entre as mais de duas centenas de palavras que estiveram no top das consultas no Dicionário Priberam, foram finalmente selecionadas 24:
Janeiro: Vetar; Desembargador
Fevereiro: Lóbi; Sistemática
Março: Bicefalia; Arguido
Abril: Milícias; Messianismo
Maio: Penta; Eutanásia
Junho: Desnuclearização; Trivela
Julho: Peculato; Gentrificação
Agosto: Porto seguro; Respeito
Setembro: Acervo; Húbris
Outubro: Mito; Ministro
Novembro: Armistício; Aviltante
Dezembro: Revogar; Tiroteio

Outras palavras que também estiveram entre as mais procuradas pelos utilizadores do Dicionário Priberam são: cacique (eleições no PSD), interstício (novo órgão do corpo humano), subversiva (porque surgiu a notícia de que a Porquinha Peppa foi banida de uma rede social chinesa… por ser subversiva), mulher (campanha FOX/Priberam), inelegível (Lula da Silva foi declarado inelegível pelo Tribunal Superior Eleitoral), exumação (do corpo de Franco em Espanha), triatleta (homicídio do triatleta Luís Grilo), esfaqueamento (de Jair Bolsonaro), fascismo e democracia (eleições presidenciais brasileiras), chapo (julgamento do narcotraficante "El Chapo"), coscuvilhice (Papa considera coscuvilhice um ato terrorista) e aluimento (de estrada em Borba).
O ano de 2018 foi também aquele em que o Dicionário Priberam encontrou um novo lar em dicionario.priberam.org – uma mudança do domínio .pt que se justifica tendo em consideração que a maioria dos acessos não é de Portugal, refletindo assim o número de falantes da língua espalhados por todo o mundo.
E, como vem sendo hábito, voltaram a ser batidos recordes de consultas no Dicionário Priberam: cerca de 132 milhões desde janeiro de 2018, com um total de quase 37 milhões de consulentes.

0 comentários: