Samsung avisa que receitas vão descer

Depois da Apple, a Samsung alertou os seus investidores que as receitas do último trimestre de 2018 não deverão corresponder às expetativas iniciais. A culpa, segundo a empresa, é a fraca procura por chips de memória.

A primeira semana de 2019 ficou marcada pelo alerta da Apple de que as expetativas de vendas para o último trimestre do ano não seriam correspondidas, muito por culpa da fraca procura por iPhones no território chinês. Agora, uma semana depois, foi a vez da Samsung Electronics fazer um alerta semelhante.


A empresa sul-coreana informou que espera que o lucro operacional caia 29%, para cerca de 9,6 mil milhões de dólares. Também espera que as receitas caiam 11 por cento, para aproximadamente 52,5 mil milhões de dólares.

Segundo a Reuters, esta descida deve-se às condições difíceis dos chips de memória, mas a empresa disse que o mercado deve melhorar no segundo semestre do ano, conforme os clientes vão lançando novos smartphones. Relembre-se que a Samsung fornece chips de memória para a maioria das principais empresas de smartphones, incluindo a Apple e a Huawei.

Os chips de memória e processadores da Samsung representam mais de três quartos do lucro total e cerca de 38% das vendas totais da empresa sul-coreana.

A Samsung também citou a procura mais fraca do que a esperada dos clientes de data centers, o que afetou os stocks, reduzindo os preços dos chips e prejudicando os lucros.

À semelhança do que acontece com a Apple, a desaceleração da economia chinesa também tem corroído a procura por chips, com questões que não foram ajudadas pelo fato de empresas como a Apple estarem a lutar para vender os seus produtos na China.

Olhando para o trimestre atual, a Samsung alertou que os ganhos permanecerão "moderados" por causa da procura lenta por memória, mas espera-se que as coisas aumentem no segundo semestre do ano.

0 comentários: