Garmin apresenta resultados do primeiro trimestre de 2017


A Garmin, anunciou os seus resultados operacionais referentes ao primeiro trimestre de 2017. Com um crescimento de 2% face ao ano de 2016, a empresa apresenta robustos resultados e crescimento de margem bruta e operacional face ao período homólogo no ano passado. Áreas de Marítimo, Outdoor e Fitness garantem sólidos crescimentos que contribuem para os resultados positivos, argumento ao qual se junta o lançamento de produtos bem-sucedidos, como o Forerunner 935 e o vívosmart® 3.

"Reforçámos a tendência de consolidação do crescimento de receitas alimentado pelo crescimento de dois dígitos nos segmentos marítimo, de outdoor e de aviação", disse Cliff Pemble, presidente e CEO da Garmin Ltd. "Assistimos a uma pequena queda na área de fitness devido à rápida maturidade do mercado de monitores de atividade básicos. No entanto, a procura por wearables avançados mantém-se forte. A nossa estratégia de desenvolvimento de produtos é robusta, e estamos ansiosos por lançarmos novos equipamentos durante o ano de 2017".
 


"Com uma performance robusta em algumas áreas, como marítimo, aviação e outdoor, a Garmin apresenta um primeiro trimestre para um ano de 2017 que se prevê competitivo", disse Salvador Alcover – Diretor geral da Garmin Ibéria. "A nossa estratégia permite o desenvolvimento de soluções tecnológicas com uma utilização simples e um design apelativo – argumentos convincentes para os mais exigentes utilizadores, e da qual não abdicamos", conclui.

Dados por setores:
O segmento de fitness apresentou no primeiro trimestre um decréscimo de 3% em parte alimentado pelo mais baixo volume de monitores de atividade básicos, em parte compensado pelo crescimento nos nossos wearables avançados com GPS. As margens bruta e operacional aumentaram 56% e 13% respetivamente face ao mesmo período do ano anterior, o que permite um aumento de 11% na receita operacional. Durante os primeiros três meses de 2017, foi apresentado o Forerunner 935, o relógio desportivo mais avançado com ferramentas de monitorização e apresentámos o vivosmart 3, um elegante monitor de atividade com sensor cardíaco no pulso e monitorização de stress ao longo de todo o dia.

Por seu turno, o segmento de outdoor registou um crescimento de receitas de 20% suportado pelos dispositivos wearable. As margens bruta e operacional foram de 63% e 30% respetivamente, resultando num aumento de 24% no lucro operacional. Começámos a vender a antecipada série de relógios fēnix® 5 no final do trimestre, assim como a nova série de handhelds inReach.

No que concerne ao segmento da aviação, a empresa apresentou um crescimento de receitas de 16% no trimestre. Tanto a margem bruta como a margem operacional demonstraram um comportamento convincente, com 74% e 31% respetivamente, o que teve como resultado um aumento de 27% na receita operacional. Durante o trimestre em causa, a empresa começou a vender o G1000® NXi, expandiu o mercado para os produtos ADS‐B com certificação da European Aviation Safety Agency do GTX 345 e continuou a reforçar o portefólio de produtos de melhoramento de segurança com o G5, uma solução concebida para instrumentos eletrónicos de voo.

O segmento marítimo segmento testemunhou um estável crescimento de receitas de 26%, alimentado pelo nosso excelente line-up de plotters cartográficas, sistemas de identificação de cardumes e sistemas de entretenimento. As margens brutas aumentaram anualmente para 57%, enquanto a margem operacional subiu para 17%, resultando num aumento da receita operacional de 76%. Durante o primeiro trimestre de 2017, começámos a comercializar as nossas novas ofertas com ecrã tátil ou de plotters com teclas na nossa popular linha de produto GPSMAP® - e a recetividade foi enorme.

Por fim, o segmento automóvel registou um decréscimo de receitas de 19% no primeiro trimestre de 2017. Este resultado fica a dever-se à contração do mercado PND alimentada pelo crescimento das nossas linhas de produto OEM neste segmento. A margem bruta manteve-se constante em 44%, enquanto a margem operacional decresceu para 4% face ao mesmo período do ano passado. Durante o primeiro trimestre de 2017, começámos a comercializar a próxima geração de PNDs da Drive series, oferecendo maior segurança e mais funcionalidades para condutores com capacidade WiFi, e apresentámos ainda a Dash Cam 45 e 55 que oferecem gravação de alta qualidade num chassis compacto. 

0 comentários: