A caminho do 5G - NOS integra a primeira zona livre tecnológica em Portugal




A NOS junta-se ao projeto de Matosinhos como primeira Zona Livre Tecnológica (ZLT) em Portugal, numa parceria com a CEiiA - Centro de Engenharia e Desenvolvimento. Será neste concelho da área metropolitana do Porto que serão testadas as soluções, pioneiras a nível nacional.


Foi dado o primeiro passo para que Matosinhos teste soluções tecnológicas disruptivas e em ambiente real 5G. "WeShare by AYR" é o nome do primeiro piloto a ser testado na CEiiA, através dos seus colaboradores, que visa a adoção de opções de mobilidade sustentáveis (redução de emissões de CO2) com elevado impacto ambiental e social.

Esta iniciativa que, numa fase inicial, está circunscrita a colaboradores do CEiiA, ficará disponível, ainda durante o primeiro semestre de 2019, aos colaboradores da Câmara Municipal de Matosinhos e a outras entidades do concelho.

O conceito de 'valorização de emissões evitadas' está integrado na agenda de investigação e inovação do Laboratório Colaborativo Smart & Sustainable Living, título atribuído ao CEiiA pela FCT/ANI em 2018, da qual a NOS é parceira.

A apresentação do projeto teve lugar esta manhã, nas instalações do CEiiA, em Matosinhos e contou com as presenças de Jorge Graça, Administrador Executivo da NOS, José Rui Felizardo, CEO da CEiiA, Luisa Salgueiro, Presidente da CM de Matosinhos, e de José Mendes, Secretário de Estado adjunto e da Mobilidade. A cerimónia incluiu a colocação do primeiro selo de identificação da Zona Livre Tecnológica de Matosinhos.

"A NOS acredita que o 5G vai ser catalisador na transformação da Indústria em Portugal e da vida dos Portugueses pelo que está empenhada em estar na liderança dos testes, e depois na implementação, das soluções que irão revelar as reais potenciais desta nova tecnologia. Com este propósito junta-se agora ao CEiiA e à Câmara Municipal de Matosinhos, neste projeto que é um primeiro passo nesse longo caminho.", afirma Jorge Graça, Administrador da NOS.

Para José Rui Felizardo, CEO do CEiiA, "a ZLT permitirá testar e validar o conceito AYR associado à quantificação, valorização e transação de créditos sobre emissões evitadas de CO2. Este projecto permitirá também à NOS testar aplicação da tecnologia 5G neste ambiente de negocio".

Recorde-se que esta medida das Zonas Livres Tecnológicas (ZLT) está integrada no plano Startup Portugal - Estratégia Nacional para o Empreendedorismo, apresentado pelo governo em 2016).

A forte expansão de cobertura e capacidade de rede que a NOS tem vindo a fazer, de forma consolidada, permite-lhe, já hoje, ter a sua rede preparada para o futuro e essa será a base onde a rede 5G e em concreto as aplicações e novos serviços estão a ser desenvolvidos. Estão em preparação novas aplicações na área da mobilidade, conetividade 5G/IoT, Smart Cities, entre outros.

Esta é mais uma iniciativa que coloca a NOS na vanguarda de mais esta (r)evolução tecnológica.

0 comentários: