Google revela tendência de pesquisa de férias







Além de Janeiro, é a meio de Junho e de Julho que mais pessoas planeiam as suas viagens de verão. Mas quais são as tendências para este ano? Comparando o primeiro trimestre de 2019 com o mesmo período de 2018 vemos que os viajantes da EMEA estão a procurar um regresso aos ambientes de natureza com pesquisas por estes temas, locais para acampar e reservas naturais. Outro dos tópicos na mente dos consumidores para este verão incluem também destinos para séniores, quintas pedagógicas e dinossauros.


Antes da confirmação de qualquer reserva, os consumidores estão, sem surpresa, a procurar os melhores negócios e promoções, das melhores acomodações e viagens – mas este não é único planeamento que estão a fazer este ano.

Verifica-se também um acréscimo nas pesquisas relacionadas com o preço e o tamanho das malas e bagagens, o que mostra que os consumidores estão a analisar todos os aspectos das suas férias. 

Alguns dos destinos mais pesquisados este ano são aqueles que permitem aos viajantes estarem mais próximo da natureza – e passarem mais tempo com pessoas da mesma idade. Com os movimentos em torno da sustentabilidade como o desperdício zero a crescer em popularidade não é surpresa que os consumidores com maior consciência ambiental estejam à procura de formas mais "verdes" para passarem as suas férias. Aproveite esta mudança de mentalidade e garanta que se envolve com os seus clientes à volta dos temas mais importantes para eles. 

Para viagens de menor duração, os fins de semana prolongados são bastante populares juntamente com os passeios de dia inteiro que podem ir desde viagens de autocarro organizadas aos parques temáticos.

Os eventos culturais estão igualmente no topo das intenções e do interesse com o Carnaval e as exposições a serem alvo de um maior interesse à medida que nos aproximamos dos meses do ano mais quentes. 

Além de que os consumidores estão a pesquisar para as férias de verão, também olhámos para a forma como estão a pesquisar essa informação na região EMEA. E descobrimos que quando as pessoas pesquisam o seu próximo destino de férias, mais de dois terços dos consumidores fazem-no utilizando um dispositivo móvel. 

0 comentários: